Acompanhe aqui os números da COVID-19 em Jacareí

Queimadas: risco ao meio ambiente e à saúde da população

Olhar para o céu à procura de nuvens, como sinal de chuvas, e ver apenas fumaça cobrindo o firmamento, enquanto o ar está muito seco… A ausência de chuvas é comum no período de estiagem, mas a paisagem esfumaçada, que piora a qualidade do ar, é, em muitas regiões, resultado de um problema provocado pela falta de consciência de algumas pessoas que ainda provocam as ‘queimadas’.

“Infelizmente, na maioria das vezes, é um problema causado pela ação humana que, além de danos ao meio ambiente, também traz prejuízos à saúde da população”, lamenta o diretor da Defesa Civil de Jacareí, Ronaldo Cezar.

A fumaça proveniente das queimadas é composta de diversos elementos tóxicos, que provocam complicações à saúde, conforme a explicação da médica da rede pública municipal de Jacareí, Rogéria Lucia Pereira.

A Defesa Civil de Jacareí já atendeu, até a primeira quinzena de agosto, 80 chamadas para o combate de queimadas. O índice representa um aumento significativo em relação ao ano passado, quando foram registradas 70 ocorrências durante todos os períodos de estiagem.

E para a população ajudar no combate às queimadas, a Defesa Civil dá algumas dicas:

– Não jogue cigarros ou fósforos acesos às margens de estradas, rodovias e terrenos.

– Não faça queimadas, pois oferecem risco à saúde e à vida das pessoas, podem danificar a rede elétrica, entre outros prejuízos.

– Não solte balões. Fabricar, vender ou soltar esse tipo de objeto, além de ser crime ambiental, oferece perigo à vida das pessoas e muitos danos à natureza.

– Não solte rojões ou fogos de artifício próximos a áreas de mata.

– Denuncie: ligue 190, no caso de identificar atos suspeitos. Em caso de focos de incêndio ou até mesmo fumaça suspeita, acione o Corpo de Bombeiros pelo 193 ou a Defesa Civil, 199.

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: