Acompanhe aqui os números da COVID-19 em Jacareí

Ponto e Vírgula – Quero ser nós – Esther Rosado

Anuncia-se o Outono, mas ainda faz calor. É calor, tanto calor, que penso em Deus. Deus deve ser assim, morno e cheio de compaixão.
Abrigada na palma de Sua mão, sinto-me outra vez menina depois de algumas chuvas, esta angústia por invernos, esta coisa sufocada e guardada dentro de mim.


Penso em Deus com tanta força , sem nenhum medo, e meus olhos tremem, meu coração fica menor, tal como o coração de uma criança.


Penso em Deus e estou pasma diante da miséria do mundo, essa miséria datada e recolhida nos jornais de todos os dias: fome , como sempre, na África, no Brasil e na Índia Assisti ao programa sobre isso e chorei.


Não sei por que penso em Deus e em sua infinita misericórdia de folhas e de flores, de frutos e de grãos; penso no mundo que me assusta tanto, penso na fome do mundo e na alucinação dos seres que matam, que violentam, que tornam mudas todas as bocas de quem quer falar e nada pode.


Penso em mim mesma e me embalo ao som da música que já não sei ouvir: há uma surdez em tudo, o que me espanta, me torna alquebrada, e quase consegue me tornar árida como o deserto.


Jornais, notícias, solidão do mundo. E os gemidos dos que sofrem. O que fazer? Como fazer? Por onde começar?


Inundações, aviões que um soluço, uma mágoa derrubaram… guerras. E crianças que choram à noite, com fome e sede. E mulheres que perderam seus maridos e filhos e pais nas guerras. E as guerras que continuam em regiões longínquas…


E tanta gente que gasta a Vida, sem se dar conta que existe a Vida e que é preciso repartir, confraternizar, ter compaixão.

Doem em mim, hoje, todas as dores do mundo. E o mundo é um deserto difícil de atravessar. Quanto durará isso em mim? Em você e nos outros? E quando demorará até que você, que me lê agora, sinta o gosto salgado deste deserto que neste instante habita a minha alma?

Penso em Deus, sinto-me outra vez menina. E reaprendo a chorar de medo e angústia diante da miséria e a dor do mundo. Já não quero ser apenas eu, quero ser nós. E que juntos, todos, reaprendamos ser nós.

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: