Acompanhe aqui os números da COVID-19 em Jacareí

Os fabricantes de esperanças – Esther Rosado

Há alguns anos, já contei e recontei aqui, nosso jardineiro Pedro plantou duas mudas de acácias miúdas, delicadas quase-árvores, já chegaram balançando folhas e fazendo com que meu olhar grudasse nelas a antever os cachos amarelos no contrafundo azul do céu de dezembro…

Nos três primeiros anos, quem disse, quem disse que mostraram flores? Só cresceram e, depois, começaram a se esgalhar preparando o espetáculo. No quarto ano, assim, do inesperado, deram uns cachos pequenos, caíram as folhas e, por fim, Deus, adormeceram.

No ano seguinte, uma chuva de pétalas amarelas, qu, e maravilha e assim tem sido.

Mas, o que houve com elas agora? A da esquerda, com cachos tão tímidos; a da direita parece estar morrendo?

Seu Pedro, que sabe de cor a história de cada pinheiro e cipreste que temos, estava aí ontem, cortando a grama. Eu apontei as acácias com carinha de que não darão flores, ele me disse meio rindo: “Dona Esther, essa acácia da direita está fingindo de morta.” Levei um susto: como assim?

E ele me disse que árvores também fingem para, depois, surpreenderem o nosso olhar…

Me falou mais: as árvores têm um ciclo de vida como o nosso, cada um vive o seu tempo:” já viu nos documentários aquelas árvores que caem já ocas? O tempo delas acabou; a gente também é assim, uns vivem muito e outros pouco…”

Esse seu Pedro é um dos filósofos mais magníficos que conheço, a alma pertence às plantas.

Desde ontem, já não fico mais triste de ver essas acácias sem folhas: elas estão dormindo, segundo mestre Pedro, fingindo de mortas para renascer cachos e explodir pétalas amarelas a se balançarem no vento e na luz. Estou esperando…

E pensei mais: às vezes, a gente também finge que está dormindo, mas está fabricando, pelo lado de dentro, na alma, o que pertence ao nosso coração.

Às vezes ficamos quietos, nós, os fabricantes de esperanças. Nós, os que não podemos perder a oportunidade de florescer.

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: