Acompanhe aqui os números da COVID-19 em Jacareí

O último eclipse de 2020 e a COVID-19

*Astrologia com Denny Heide

Dia 14 de dezembro acontece o último eclipse solar total de 2020 e ele traz um alerta em relação à segunda onda da COVID-19: pode haver um aumento significativo no número de contaminações pelo novo coronavírus. Quem garante é a astrologia!

Denny Heide

O evento astronômico poderá ser observado em alguns países da América do Sul, especialmente em território chileno e argentino. Ele ocorre na constelação Sagittarius, reunindo Sol, Lua, Mercúrio e o Nodo Sul Lunar, chamado Ketu.

Estudiosos garantem que trata-se de um ponto atenção no céu. Isso porque este eclipse funciona como um detonador, um estopim de acontecimentos difíceis e trágicos.

“Como o eclipse ocorre em Sagitário – que representa nossas crenças pessoais – vamos notar um excesso de inflexibilidade e radicalismo na hora de expressar opiniões. Muitos jovens irão questionar ainda mais o que diz a ciência em relação à pandemia. E desrespeitar as normas de proteção como o uso de máscaras e distanciamento social”, revela Denny Heide, do portal Meu Astro.

Para o astrólogo, o Sol é o representante do presente e da consciência no mapa astral. Já a Lua representa o passado. E quando os dois se juntam neste tipo de eclipse total, existe uma anulação das características lunares e uma exacerbação das características solares. Com efeitos que podem durar até seis meses.

“Poderemos ver uma multiplicação de eventos em descumprimento à recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Já que este eclipse representa o desprezo pelas experiências do passado e a supervalorização do presente”, alerta.

O profissional garante que a dica é prestar atenção à maneira como nós expressamos nossas crenças e pontos-de-vista, evitando a agressividade e o desprezo por quem pensa diferente de nós. Discussões acaloradas não são indicadas nesse período do ano.

Denny adverte ainda sobre o perigo das festas e aglomerações de jovens. “A juventude pode ser arrogante quando não se baseia na experiência anterior. Nós já vivemos outras pandemias, como a gripe espanhola. E deveríamos ter aprendido com isso. É muito tolo achar que o vírus já saiu de circulação.”

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: