Acompanhe aqui os números da COVID-19 em Jacareí

Março 2020

16 – 1804 – O Governador e Capitão General Antônio José de França e Horta escreveu ao Bispo D. Mateus de Abreu Pereira, queixando-se do pároco de Jacareí, “em vista da atitude tomada relativamente à ordem respeitante à demarcação do limite da freguesia”.

17 – 1884 – Circular do Presidente da Província, datada de 11 do corrente, inclusos remete três títulos dos cidadãos nomeados para durante o quatriênio de 20 do corrente a 20 de março de 1888 exercerem os caros de suplentes de Juiz Municipal e de Órfãos deste termo: sendo 1º suplente o Sr. Barão de Santa Branca; o 2º suplente o capitão Salvador de Oliveira Preto; e 3º suplente o sr. Tenente Joaquim Francisco de Moura, ficando marcado o prazo de sessenta dias para prestação do competente juramento.

18 – 1870 – O Secretário pede seu ordenado do 3º trimestre 100$000; o Fiscal 87$500; o Porteiro 25$000; o Zelador do Cemitério 25$000.

19 –  1870 – Em sessão Ord. sob a presidência de Abreu- “O zelador da Capela de N.S. do Carmo pede 40 palmos de terreno para edificar casa a par da dita capela para patrimônio da mesma capela. A Câmara mandou o Fiscal informar, e este informou que o terreno é devoluto. A Câmara consentiu o requerido visto ser o patrimônio da Igreja N.S. do Carmo.

20 – 1804 – Ordem do Governador Franca e Horta, para que o tenente comandante da Vila de Jacareí, Inácio Alves de Toledo, averigue sobre à ordem de quem fora preso, de corrente e tronco, um moço chamado Estolano, com a mulher do qual fugiu para Minas o alferes Manoel José Leme.

22 – 1866 – O vereador, Tenente Onofre Ramos, indica que a Câmara represente ao Presidente da Província pedindo a mudança do caminho de Santa Branca, do lugar denominado Morro Grande, para o lugar denominado Tapera de Juca de Britto.

23 – 1918 – Na ordem do dia da sessão o prefeito Pompilio Mercadante pede a palavra e solicita que a Câmara autorize a compra por 150$000 réis o quiosque sito na Largo da Estação afim de o retirar daquele ponto e dar ao mesmo o conveniente destino.

24 – 1862 – O vereador Machado indicou apresentando a redação do ofício, que se oficiasse ao Exmo. Presidente, pedindo os dois contos de réis para o conserto da estrada Geral que do Avareí segue ao Rio Comprido. A Câmara aprovou e assinou.

28 – 1914 – A pedido do prefeito municipal Dr. Pompílio Mercadante está se procedendo com muita regularidade a caiação e pintura dos prédios desta cidade.

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: