Acompanhe aqui os números da COVID-19 em Jacareí

LGPD

Saindo um pouco da nossa sequência sobre estratégias de marketing digital, hoje, trago um assunto que está em alta no mundo virtual: a Lei Geral de Proteção de Dados. 

Sabe aquele anúncio que parece ter sido feito sob medida para você? Ele não está ali por acaso. 

As propagandas que aparecem enquanto você navega na internet ou redes sociais têm ligação com alguma pesquisa ou acesso feito por você anteriormente. 

Isso acontece porque, quando você aceita os Cookies de um site, você permite que suas características sejam registradas no navegador (seja ele o Firefox, o Chrome ou o Microsoft Edge).

Sendo assim, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é responsável pela regulamentação sobre o tratamento de dados pessoais por parte de empresas. 

O período de adequação à lei terminou em agosto de 2021. Por isso, a partir de agora, quem estiver em desacordo com a legislação, sofrerá penalidades, como multa sobre o faturamento anual da empresa. 

Com as questões exigidas pela LGPD, as ações de marketing digital precisam ser revisadas. Focando também para construir proteções que impeçam o vazamento de dados. 

A LGPD mostra a necessidade de que as empresas e usuários tenham uma relação transparente. Dessa forma, por parte das empresas, é necessário solicitar a permissão do público para incluí-lo em ações de marketing, como envios de e-mail marketing, Cookies, SMS e acesso ao site, por exemplo.

Além disso, não é somente grandes empresas e indústrias que precisam se adequar a LGPD, a lei exige que todas as empresas que fazem “tratamento” de dados pessoais devem se adequar a ela, e implementar medidas de segurança para preservação desses dados, garantindo o consentimento do titular ao tratamento e uso de seus dados, bem como prover fácil acesso a eles e de revogação do consentimento já dado pelo titular.

Flavia Valentim CEO da Vínculo MKT Digital

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: