Junho 2020

Benedicto Sergio Lencioni

10 – 1775 – Passa por esta Vila, procedente do Rio de Janeiro, o Capitão-general Martim Lopes Lobo de Saldanha, designado para governar a Capitania de São Paulo (56- “Gazeta…”). Pernoita na aldeia de Nossa Senhora da Escada.

11 – 1861– O Inspetor da Tesouraria participou a esta Câmara que deu ordem ao Coletor para pagar 484000 que foi despendido com os reparos da ponte sobre o Rio Paraíba. O Doutor Lucio apresentou uma representação ao Exmo. Presidente da Província pedindo 5:077$000 reis para o conserto da ponte do Paraíba. A Câmara aprovou e assinou a representação.

O mesmo senhor indicou à Câmara especialmente à Comissão Permanente estudassem os meios mais fáceis de entupir a Lagoa do Cassununga e segundo a voz geral é causa de muitas enfermidades pela infecção dos miasmas produzidos desse lugar.

12 –  1861– Na sessão o Fiscal apresentou o seguinte relatório:

Precisa “darem providências sobre o pântano que existe na rua das Flores;

Precisa alguns carros de pedregulho no aterrado da ponte do Paraíba e mandar destocar o mato da várzea;

Precisa mudar o portão do pasto do matadouro para diante em um alto que tem o mesmo pasto a fim de evitar a lama.

O senhor Cardoso fez ver a Câmara que sendo encarregado de mandar fazer a ponte do Cassununga e não sendo possível carregar as madeiras por estar intransitável a estrada pede que a Câmara delibere a respeito. A comissão fica encarregada de dar parecer a respeito. Foi lido os feitos do Fiscal que foi a Comissão de contas.

13 – 1939 – O Decreto n. 10.308, desta data, autoriza a Fazenda do Estado a adquirir, por compra, um terreno com a área de 291.200 metros quadrados, situado no município e comarca de Jacareí. O doutor Adhemar Pereira de Barros, Interventor Federal no Estado de São Paulo, usando das atribuições que a lei lhe confere, Decreta:

Artigo 1º – Fica a Fazenda do Estado autorizada a receber a escritura de compra de um terreno com a área de 291.200 m2, e suas benfeitorias, denominada “Chácara Molina”, situada no município e comarca de Jacareí, destinado ao Preventório daquele município.

Parágrafo único – A presente compra, sem ônus para os cofres públicos é feita com donativos recebidos de particulares para esse fim.

Artigo 2º – Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação revogadas as disposições em contrário.

Palácio do Governo do Estado de São Paulo, aos 13 de junho de 1939. A) Adhemar de Barros, Álvaro de Figueiredo Guião, José de Moura Rezende. 

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: