Acompanhe aqui os números da COVID-19 em Jacareí

Jacarei tem 64 mil pessoas com dose em atraso, moradores devem comparecer ao esquema vacinal

Legenda: Vacina contra a Covid-19 é aplicada de segunda a sexta-feira, em Jacareí

Diante da proximidade do inverno e a chegada das temperaturas mais baixas, a Secretaria de Saúde, reforça aos moradores a importância de completar o ciclo vacinal de imunização contra a Covid-19.

Ao todo, o município já aplicou 558.634 vacinas contra o Coronavírus. Apesar disso, 64 mil pessoas estão com ao menos uma dose em atraso. Desse total, 10.432 são referentes a segunda dose, 40.447 a dose de reforço e 13.127 em relação a ‘quarta dose’.

“É fundamental que nesse momento, todos os munícipes completem o ciclo vacinal, com todas as doses necessárias, de acordo com a idade. Principalmente as pessoas entre 18 e 29 anos, que representam quase 30% do público com dose de reforço em atraso”, afirmou a secretária de Saúde, Rosana Gravena.

A primeira e segunda dose são destinadas a população acima de 5 anos, respeitando o intervalo de acordo com cada vacina aplicada (Coronavac, AstraZeneca, Pfizer ou Janssen). Já a dose de reforço é destinada para todos acima de 18 anos, que tenham tomado a segunda dose há mais de quatro meses ou a dose única (Janssen) há mais de dois meses.

A quarta dose também está disponível na cidade, exclusivamente para a população acima de 60 anos, que tenha tomado a terceira há, pelo menos, quatro meses. A população pode se vacinar em todas as Unidades de Saúde do município (com exceção da UBS Central), de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, de forma contínua.

Para vacinar, apresentar um documento de identificação com foto, CPF e comprovante de residência. Para segunda dose ou dose de reforço, é preciso apresentar, também, o cartão de vacinação comprovando o recebimento da primeira ou das duas doses. Menores de idade, acima de 12 anos, devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis, ou apresentar o termo de autorização para vacinação e uma cópia do documento do responsável.

Para as crianças de 5 a 11 anos, é necessário um documento de identificação com foto. É obrigatório que ela esteja acompanhada de um responsável, que também terá que apresentar um documento de identificação com foto, além do CPF e de um comprovante de residência. Para as crianças com comorbidades e PCD, que tomarão vacina da Pfizer, é preciso comprovar a patologia por meio de exames (com laudo médico, constando CRM e assinatura do profissional), receitas médicas, relatório médico ou prescrição médica.

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: