Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Escolas não devem apenas ensinar os alunos a passarem no Vestibular

Está em pauta atualmente a questão do ensino que, em muitas escolas, é focado apenas no sucesso nos vestibulares.

No mundo atual, a informação está disponível e é preciso aprender a lidar com ela. Os próprios exames tendem a se aprimorar, afastandose da tradicional “decoreba” para se tornar uma prova mais compreensiva.

“Infelizmente hoje nos deparamos com escolas que focalizam o trabalho somente nos vestibulares, o que é um massacre para os alunos e as alunas. Não podemos confundir escolas com empresas que querem produzir alunos e alunas para que seu “lucro” aumente. Absurdamente nos deparamos com escolas que iniciam o trabalho com foco no vestibular ainda no segundo ciclo do fundamental e utilizam-se de rankings e disputas precoces para garantir um bom desempenho no processo de vestibular que acontece ao final do ensino médio”, comentou a educadora Ana Abreu.

Para o coordenador pedagógico do Anglo, Fabricius Stipp, “a escola é um agente transformador da realidade e não deve se limitar a questão do vestibular. Deve desenvolver cidadãos conscientes na política e de seus papéis de transformar e questionar a realidade. O vestibular é uma parcela muito pequena e a escola não pode se limitar a ele”, declarou.

Ana Abreu afirma que “a escola deve também preparar para o vestibular, mas sem se esquecer do desenvolvimento integral dos alunos e das alunas.
A escola em seu contexto de formação deve sim ter objetivos para que os alunos e as alunas tenham sucesso em seus compromissos futuros, a escola deve preparar para a vida”.

WhatsApp chat