Acompanhe aqui os números da COVID-19 em Jacareí

Covid-19 atinge níveis de contaminação altíssimos em Jacareí; SP confirma vacinação a partir de 25/1

Os números oficiais que contabilizam os casos de Covid-19 em Jacareí já registram um acúmulo altíssimo na primeira semana de 2021. No dia 5/1, a cidade atingia a marca de 831 casos acumulados em 7 dias. O número é o mais alto desde o início da Pandemia do Novo Coronavírus, representando o dobro do pico alcançado em 5 de outubro, com 414 casos oficialmente divulgados em 7 dias.

A média de novos casos considerando os últimos 15 dias bateu os 118 no dia 5 e as mortes chegaram a 194.

Média de novos casos por dia, considerando os últimos 15 dias

Vacina – O Governo do estado de São Paulo anunciou na quarta-feira (6/1), o Plano de Estadual de Imunização contra o coronavírus aos 645 prefeitos eleitos para os mandatos iniciados em 2021. A estratégia das autoridades estaduais é iniciar a imunização contra a COVID-19 em todas as regiões do estado no dia 25 de janeiro.

A primeira etapa de vacinação vai priorizar profissionais da saúde, pessoas com 60 anos ou mais e grupos indígenas e quilombolas. A expectativa do Estado é que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas na primeira etapa, com a aplicação de 18 milhões de doses, até o dia 28 de março.

A campanha coordenada pela Secretaria Estadual da Saúde em parceria com os 645 municípios paulistas visa dobrar o total de postos de vacinação dos atuais 5,2 mil para até 10 mil. A estimativa é de que a vacinação envolva cerca de 79 mil profissionais, com 54 mil trabalhadores do setor da saúde e 25 mil agentes da segurança pública para garantir a segurança da população e evitar aglomerações nos locais de imunização.

Alimentos e medicamentos – O Governador João Doria determinou também na quarta-feira a suspensão das mudanças no ICMS para alimentos e medicamentos genéricos. A mudança nas alíquotas do imposto em 2021 e 2022 foi proposta em agosto do ano passado, quando a pandemia do coronavírus estava em queda de 18,2% nas internações e de 17,2% nas mortes em comparação ao período de pico, registrado em meados de julho.

Contudo, atualmente os indicadores apontam para novo aumento e uma segunda onda da doença, com crescimento de 41,3% nas internações e de 70% nas mortes em comparação aos indicadores de outubro, mês em que as médias diárias eram inferiores inclusive às registradas em maio, fase ainda inicial da pandemia no país.

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: