Acompanhe aqui os números da COVID-19 em Jacareí

A data 3 de Abril é de comemoração de elevação de Vila à Cidade

ABRIL 2020

3/abril – 1949 – É comemorado o Primeiro Centenário de Jacareí cidade. O programa inicia-se às 9 horas, com a chegada da Banda da Força Pública do Estado. Às 9:30 horas chega o Dr. Adhemar de Barros e autoridades. Realiza-se um desfile cívico com representação esportiva, a Escola Normal, o Ginásio Estadual, as escolas de Comércio, o Ginásio Noturno, a Escola profissional e Preventório. Às 11 horas realiza-se sessão solene na Câmara Municipal. Às 12 horas Missa Solene celebrada pelo Bispo Diocesano D. Francisco Borja do Amaral e sermão do padre Dr. Ramon Ortiz, vigário da Paróquia. Às 13:30 horas almoço no salão do Trianon Clube, oferecido às autoridades, sendo orador o Prof. Job Aires Dias. Às 16:30 horas no Esporte Clube Elvira jogo entre São Paulo F.C. (6) e o E.C. Elvira (2). Às 18 horas lançamento da pedra fundamental do prédio do Grupo Escolar Lamartine Delamare. Às 19 horas “Te Deum”, na Igreja Matriz pelo padre Ramon Ortiz, vigário da paróquia representando o cardeal Motta, arcebispo de São Paulo. Às 23 foi oferecido à sociedade jacareiense e demais visitantes um baile de gala, nos salões do Trianon Clube. Na prova de vôlei Mogi das Cruzes venceu Jacareí. N noite de sábado realizou-se o último jogo de cestobol entre as turmas de Guará e Jacareí, como finalistas do torneio do Vale do Paraíba, tendo sido vencedor os locais.

O senhor governador do Estado conforme foi amplamente noticiado esteve presente a várias solenidades. O povo recebeu-o com frieza. O grosso das pessoas que o foram receber era constituído de membros dos diretórios “pessepistas”(PSP) de Jacareí e de outros municípios, comissão de festejos e autoridades. O povo mesmo, este esteve escassamente representado.

Momentos depois da chegada das autoridades desembarcava a delegação do São Paulo Futebol Clube, dessa capital. Teve-se a impressão de que toda a população se deslocou para receber e aclamar os campeões paulistas de 1948, deixando o governador, cercado de pequeno grupo, do qual faziam parte várias pessoas, muitas delas ali presentes por força das circunstâncias ou dos cargos que ocupam. De bom gosto estariam ao lado do povo, aplaudindo a luzida caravana do S. Paulo.

O banquete, de cerca de trezentos talheres, oferecido ao senhor governador do Estado, foi uma desilusão. Entretanto ao ágape não compareceram 100 pessoas.

O governador fez um discurso durante o qual prometeu fazer um empréstimo de Cr$ 2.800,000,00 para a reforma do serviço de água da cidade e a doação de Cr$ 1.200.000,00 para a construção do prédio do Ginásio e Escola Normal estadual (atual CENE)

Deixe uma resposta

Top
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: